Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Resenha: Profissão Repórter 10 anos

Titulo: Profissão Repórter 10 anos
Autor: Caco Barcellos
Gênero: Comunicação / Reportagem
Editora: Planeta dos Livros
ISBN: 9788542207040
Paginas: 384
Nota: 4

Sinopse:
Comandado por Caco Barcelos, considerado por muitos o melhor jornalista da TV brasileira, o programa Profissão Repórter chega a uma década de existência com o chamado sucesso de público e de crítica. Ao longo de cerca de 250 programas, a produção semanal, exibida na TV Globo, conquistou inúmeros prêmios, foi objeto de estudo em universidades e virou referência para quem quer ser repórter. O livro Profissão Repórter 10 anos grandes aventuras, grandes coberturas comemora este aniversário trazendo o relato dos jornalistas que fizeram vinte das melhores reportagens exibidas pela TV Globo.Mais do que apenas um relato dos bastidores, os autores das reportagens revelam um pouco da alma de cada programa onde, como diz Caco Barcelos, a estrela principal tem que ser e é a reportagem de qualidade.




"Os 'bastidores da notícia' que eu vivi no Profissão Repórter me fazem supor que abordar qualquer 'fato' por ao menos três ângulos diferentes, sem nunca priorizar, nem julgar, qualquer um deles e, ao mesmo tempo, entender cada um desses ângulos como uma 'narrativa', ou uma "história', é o único jornalismo possível no futuro. Ou, pelo menos, o único jornalismo de reportagem possível."

O livro comemorativo dos 10 anos do programa profissão repórter é um prato cheio para quem se interessa pelo mundo do jornalismo ou que acompanha os episódios na televisão.
De maneira genial eles conseguiram fazer o bastidor dos bastidores da notícia. rsrs.

O programa Profissão Repórter tem como proposta mostrar para o telespectador todos os ângulos da notícia, não deixando de fora da edição final todas as dificuldades e dúvidas que o repórter tem quando está gravando uma matéria.

O programa, que antes era um quadro no fantástico, conseguiu seu próprio horário na grade semanal da emissora graças ao grande sucesso de audiência que alcançou.

"Repórteres que - além de contar com talento e garra - aceitassem o pacto proposto por nós: o de empunhar câmeras compactas, participar de todo o processo de construção da reportagem (da pauta à edição) , dividir com o público suas dúvidas e - o mais importante - suas emoções. Essas emoções que muitos de nós- os chamados jornalistas experientes - vamos perdendo com o tempo, a cada reportagem, ou que vamos aprendendo a disfarçar diante das câmeras. "
No livro vamos encontrar as histórias de como surgiu a ideia deste programa bem como, o "depoimento" dos integrantes do programa sobre as gravações que mais marcaram a vida profissional deles.

Cada capítulo temos a narração do próprio repórter sobre alguma matéria que foi transmitida. Por isso iniciei a resenha dizendo que o livro trouxe o bastidor do bastidor, a cada capítulo conhecemos as emoções da preparação e gravação da matéria. Mas não só isso, também conhecemos um pouco sobre a história daquele integrante e de como o programa contribuiu para o seu crescimento profissional.

Além dos repórteres, também temos capítulos escritos por produtores do programa. Aqueles que não temos a oportunidade de ver durante o programa mas, que contribuem com a realização de toda a matéria.

"É dever do editor, principalmente no Profissão Repórter, tratar as histórias como únicas, com seus caminhos tortuosos e seus dilemas. É um compromisso que assumimos de maneira indireta com pessoas que provavelmente nunca nos conhecerão, mas com as quais nos relacionamos por mais tempo que elas possam imaginar"
Assim temos as declarações de trabalhadores de vários setores dentro de uma equipe de reportagem e edição, sabendo um pouco sobre como é o trabalho deles para que o resultado final chegue nas telinhas da casa de cada um dos telespectadores.

Um livro muito interessante para aqueles que pensam seguir a carreira jornalística e também para aqueles que tinham curiosidade de saber mais sobre esse programa de sucesso.

"No Profissão Repórter não fazíamos apenas uma reportagem. Entrávamos na vida das pessoas, passávamos muito tempo com elas. Vivíamos com algumas delas os momentos mais bonitos e também os mais difíceis. Lembro que o Adonias sempre me falava quando me via sofrer ou me envolver com as histórias: "Com o tempo você vai mudar, que pena". E eu dizia:"Não, eu não vou. Quando eu parar de sentir, mudo de profissão "."
Share on Google Plus

0 comentários:

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!