Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Resenha: Jantar Secreto

Título: Jantar Secreto
Autor: Raphael Montes
Gênero: Suspense
Editora: Companhia Das Letras
ISBN: 978-85-359-2835-8
Páginas: 360
Nota: 5

Sinopse: 
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.





Dante e seus amigos saíram de uma cidade no interior do Paraná para o Rio de Janeiro com a ambição de se formarem, construírem uma carreira e progredirem financeiramente. Porém, nem tudo são flores e eles se veem longe da realização profissional e ainda por cima endividados, a solução que eles encontraram, por mais descabida que pareça, é fazer um jantar, mas não um qualquer, um com carne humana, ou como eles chamam, carne de gaivota. E as consequências desse jantar se tornam imprevisíveis e incontroláveis



"Hoje, tentando resgatar a origem do caos, vejo que não é tão fácil. Com o tempo, a gente perde mesmo a noção das coisas: o que estamos fazendo, por que motivo , onde e quando a merda teve início" Página 11

A história é narrada por Dante, um jovem ambicioso que infelizmente não teve tanta sorte no Rio de Janeiro. Assim como seus amigos: Hugo, Miguel e Leitão, Dante tenta se manter como pode. Mesmo a história sendo narrada por Dante, é possível definir muito bem a personalidade de cada um dos amigos. 


A narrativa me prendeu logo no primeiro parágrafo, sincera, direta, bem humorada e atual. o livro conta com referências à atualidade, como as redes sociais que usamos, e-mails e até um capítulo em formato de conversa de whatsapp com direto a memes. Além dos questionamentos a cerca da moralidade e do certo e errado.

"Dá certo alivio as pessoas imaginar que existe uma entidade superior no controle dos momentos de felicidade e tragédia . Naquele caso, nem Deus dava para culpar pela merda que a gente tinha se metido. A responsabilidade era toda nossa. " Página 133
"Agora, enxergo como foi horrível o que começamos aquela noite. E entendo que tanta monstruosidade não poderia mesmo terminar bem." Página 152
Então você pode me dizer: mas é muito improvável uma historia que alguém ofereça carne humana em jantares! Pensei a mesma coisa antes de ler, mas a forma como Raphael Montes conduziu a história faz da decisão de Dante e seus amigos de ofereceram "carne de gaivota" algo crível. Tanto que o personagem Dante em determinado momento do livro te desafia falando que dúvida que você leitor não tomaria as mesma decisões que ele. Eu particularmente não sei se tomaria as mesmas decisões, mas aposto que qualquer atitude traria consequências bem desastrosas, assim como foi para Dante. É interessante como tudo começou de uma brincadeira e se tornou algo sério que Dante não conseguia mais controlar.

É um livro que precisa ser lido, mas advirto: se você tem estômago fraco não faça isso antes de jantar, Raphael Marques não te poupa dos detalhes dos jantares e do modo de preparação da carne de gaivota. Mas vale muito a pena a leitura, final arrebatador, enredo frenético e questionamentos interessantes.

Prepare o estômago e boa leitura!






Share on Google Plus

0 comentários:

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!