Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Resenha: Novembro 9

Titulo: Novembro 9
Autor: Colleen Hoover
Gênero: Romance
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501076250
Paginas: 352
Nota: 4

Sinopse:

Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável.
Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

"Ele não se importa com os próprios defeitos, enquanto os meus são o foco da minha vida. Meus defeitos são o que me faz acordar de manhã e o que me deixa acordada toda noite."

Olá sociedade.

Novembro, 9 foi o primeiro livro da Colleen que eu li e começo essa resenha dizendo que quero muito mais!

Consagrada como a rainha do plot twist (reviravolta no enredo), Hoover realmente consegue nos surpreender a cada capítulo que passa. Por isso escrever essa resenha é mais complicado, levando em conta a grande chance de soltar um spoiler.

"- Amar alguém não inclui só a pessoa. Amar alguém significa aceitar todas as coisas e pessoas que esse alguém também ama."

Vamos lá.

O livro vai contar a história do casal de jovens, Fallon e Ben. A narração é em primeira pessoa com capítulos alternados entre cada um dos protagonistas.

Fallon é uma jovem de 18 anos que sofreu um acidente que queimou boa parte de seu corpo. Depois deste acidente deixou de atuar e se afastou do mundo da encenação. Ela sente falta do seu emprego e resolve tentar outro segmento, o teatro. Para isso decide ir morar em Nova York e correr atrás de seu sonho.

"- Sua mãe me deixou porque eu dormi com a melhor amiga dela. Minha personalidade não teve nada a ver com isso."

Logo no primeiro capítulo conhecemos o pai da jovem, um ator e que fazia todo o agenciamento da filha enquanto estava na ativa. O relacionamento dos dois é terrível e podemos perceber com a conversa que estão tendo no último dia da jovem em Los Angeles.

E no meio de uma das discussões conhecemos Ben. Um jovem escritor que vive em Los Angeles e faz faculdade na área. Sentado na poltrona atrás do pai de Fallon, Ben escuta a conversa dos dois e de repente resolve sentar ao lado de Fallon e ajudá-la.

Assim começa a história dos dois e passado o dia inteiro juntos, Fallon precisa pegar o voo e partir para a nova cidade. Eles decidem se encontrar todo dia 09 de novembro. Durante todo o ano que passasse eles não entrariam em contato, NENHUM CONTATO, para tanto eles até se bloquearam das redes sociais e não trocaram nenhuma informação que ajudasse na comunicação.

"Mas minha história com Fallon é única e me sinto protetor com ela. Na verdade, muito protetor."

Mas antes de partir eles decidem deixar algumas tarefas para que eles cumpram antes do próximo encontro. Um das tarefas de Fallon é dar a cara a tapa e ir em todas as audições que conseguir. Já a de Ben é escrever a história deles.

Assim vamos sabendo ano após ano tudo o que acontece com os dois. As mudanças físicas, o amadurecimento e também descobrindo coisas do passado deles.

"Não vai questionar. Não vai se perguntar se o que está sentindo é realmente amor, porque, quando for, você vai morrer de medo de sentir isso. E, quando acontecer, suas prioridades vão mudar. Você não vai pensar em si mesmo e na própria felicidade. Só vai pensar nessa pessoa, que você faria tudo para ver feliz. Mesmo que isto significasse se afastar dela e sacrificar a própria felicidade pela dela. Amor é sacrifício."
Não posso contar muito sem estragar a emoção da leitura. Mas é um romance com várias reviravoltas (típico da Colleen) e vários momentos em que fiquei refletindo sobre a minha própria vida (rsrs).
O final é bem polêmico e apesar de não concordar muito com aquilo que a autora trouxe, minha nota para o livro não abaixou.

"Você nunca vai conseguir se encontrar se estiver perdida em outra pessoa." 
E ai sociedade, alguém já leu este livro? Algum fã da rainha Colleen Hoover? Compartilha comigo!


Beijinhos




Share on Google Plus

0 comentários:

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!