Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Legião Urbana XXX Anos

Disco Legião Urbana XXX Anos
Em 2015, a Legião Urbana completou 30 anos do lançamento do seu primeiro disco. Para comemorar essa data, os membros remanescentes da banda, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, lançaram uma edição especial do disco, com o original remasterizado e um disco bônus com demos, falas do Renato Russo, ensaios e remixes. Além disso, a banda saiu em turnê pelo país tocando o disco na íntegra e mais outros sucessos da banda.

No dia 24 de setembro, a Legião passou por Ilhéus. E eu, como fã incondicional da banda, que é a minha preferida desde que me entendo por gente, não podia perder a oportunidade de vê-los no quintal de casa.




É um show recheado de homenagens. A primeira delas é para o músico David Bowie, que morreu de câncer em janeiro deste ano. Ao som de Space Oditty, uma contagem regressiva prepara o público para a entrada da banda. Depois da entrada eletrizante com Será, a banda toca na íntegra o disco Legião Urbana. Temos uma pequena pausa, na qual o público ouve um áudio do Renato Russo, e na sequência a segunda parte do show, onde a banda toca os seus maiores clássicos. Outras homenagens ao próprio Bowie e também a The Clash e Nirvana aparecem ao longo do show em pequenos medleys. Nem preciso mencionar as homenagens ao Renato Russo, que ocorrem basicamente durante o show inteiro. E o ex-baixista Renato Rocha, conhecido como Negrete, também é lembrado.







Para cantar nessa turnê, a banda convidou o ator e cantor André Frateschi. Fã da Legião desde criança, Frateschi teve a oportunidade de conhecer os músicos aos 11 anos de idade e desde então frequentava os camarins da banda. Mas ele não canta todas as músicas. Dado e Bonfá assumem alguns vocais sozinhos, dividem entre si e com o Frateschi. Também cantou como convidado o músico cearense Jonnata Doll.





Ouvir o Dado e o Bonfá cantando as músicas da Legião foi bastante emocionante. E eu gostei especialmente de ouvir o Bonfá. Ele tem uma voz aguda, totalmente oposta ao timbre do Renato Russo, o que faz as músicas soarem muito diferentes. O maior momento do show para mim foi quando Frateschi assumiu as baquetas e Bonfá veio para a frente cantar Pais e Filhos.






O show é empolgante, visceral. E em grande parte isso se deve ao André Frateschi. Eu sou a pessoa mais chata do mundo em relação a vocalistas substitutos, mas dessa vez eu não achei nenhuma crítica para fazer - e acreditem, se existisse alguma, por menor que fosse, eu acharia. O Frateschi tem uma voz maravilhosa e uma presença de palco incrível. Seu carisma contagia a plateia e nos faz querer gritar e pular durante as duas horas de show. Seu entrosamento com a banda, em especial com o Dado, é perfeita. As interações entre os dois foram um show à parte. A escolha de Frateschi para os vocais foi excelente.

Muito foi dito pela crítica sobre o Frateschi "substituir" ou "imitar", como se existisse uma tentativa de suprimir ou descartar o Renato Russo e colocar uma cópia em seu lugar, mas eu discordo completamente. Primeiro, porque não é como se tivessem expulsado Renato Russo da banda e colocado outra pessoa. Renato Russo morreu, e alguém precisa cantar as músicas, simples assim. Também não vejo a performance de Frateschi como uma imitação, mas sim como uma influência. Frateschi cresceu ouvindo e idolatrando a banda, então nada mais natural do que existir uma inspiração do Renato Russo na sua forma de cantar e se expressar. Afinal, todos se inspiram em alguém, e o próprio Renato tinha sua performance de palco inspirada no cantor britânico Morrissey.



Colocar em palavras a emoção que senti nesse show é impossível. Foi um sonho realizado estar diante dos meus ídolos de infância e ouvir as músicas que ajudam a contar a história da minha vida. E eu gostaria muito que a banda não parasse depois dessa turnê de 30 anos, mas que continuasse fazendo shows e relembrando seus grandes sucessos, de preferência com o André Frateschi no vocal. E que numa próxima turnê passassem de novo aqui pelo quintal de casa, para eu poder viver essa experiência sublime mais uma vez.

Urbana Legio Omnia Vincit.




 
Setlist Ilhéus (24 de setembro de 2016):

Legião Urbana XXX Anos
  1. Será
  2. A Dança (Dado Villa-Lobos)
  3. Petróleo Do Futuro
  4. Ainda É Cedo (Marcelo Bonfá)
  5. Perdidos No Espaço
  6. Geração Coca-Cola
  7. O Reggae
  8. Baader-Meinhof Blues
  9. Soldados
  10. Teorema
  11. Por Enquanto
Interlúdio - Profecia Renato Russo
  1. Tempo Perdido (Dado Villa-Lobos/Marcelo Bonfá)
  2. Daniel Na Cova Dos Leões
  3. Há Tempos
  4. Quase Sem Querer
  5. Fábrica (Jonnata Doll)
  6. 1965 (Duas Tribos) (Jonnata Doll)
  7. Eu Sei
  8. Pais E Filhos (Marcelo Bonfá)
  9. Angra Dos Reis
  10. O Teatro Dos Vampiros (Dado Villa-Lobos)
  11. Índios (Dado Villa-Lobos/André Frateschi/Marcelo Bonfá)
Encore
  1. Faroeste Caboclo
  2. Perfeição
  3. Que País É Este? 

Share on Google Plus

0 comentários:

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!