Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Resenha: As relíquias sagradas, O homem e seu passado

Por: André Borges

Título: As Relíquias Sagradas, O homem e seu passado, parte I.
Autora: J. S. Barbosa (Jeferson Barbosa).
Gênero: Aventura e Fantasia.
Editora: Baraúna.
ISBN: 9788543704401
Páginas: 439 
Nota: 4

Sinopse: 
Simão Pedro, mercenário, conhecido como um homem corajoso e de habilidades impressionantes. Treinado para ser um soldado fiel ao Reino Morada do Sol acabou optando por uma vida regrada a interesses e objetivos nada generosos. Ninguém parecia entender, mas ele carregava marcas de uma história do passado. Por isso, jurou a si mesmo que se tornaria rico e poderoso. O que ele não sabia, é que estava prestes a desencadear um terrível acontecimento, envolvendo antigos juízes dos homens e objetos divinos, abandonados nos quatro cantos da terra... Conhecidos pelos mais antigos como “As Relíquias Sagradas”.


(“Obs: não julguem a capa, não tem nada a ver com a história” hehe.)

Simão Pedro ou simplesmente Pedro, desde muito cedo foi treinado por Frei Ivan a se tornar um soldado, melhorando suas habilidades em combate e também suas habilidades psicológicas. Pedro é conhecido por suas habilidades em combate e por sempre vencer suas batalhas, sejam elas quais forem. Sua fama acaba por atrair muitos problemas e ele tem que acabar lidando com eles para poder se manter vivo.
“As lembranças do passado ainda eram bem vivas em sua mente, recordou-se de algumas passagens do tempo de adolescente problemático. Naquela época, frei Ivan confiava nele, acreditava no discípulo e desejava vê-lo tornar-se um homem honesto e bondoso.” Pag. 296.
Pedro tornou-se um mercenário e age por conta própria, sempre buscando aquilo que nunca teve e sempre quis ter: glórias, riquezas e poder. Levando consigo suas armas, as artimanhas aprendidas em todos os lugares que passou e suas habilidades desenvolvidas desde cedo fazem dele alguém impressionante, admirado e também temido.

Sua jornada começa quando é contratado pelos Bárbaros para libertar o antigo líder do bando, preso em um castelo.

J. S. Barbosa conseguiu criar uma base bem sólida de acontecimentos, onde a honra e gloria tem o mesmo significado que a guerra, só as merece quem ganha batalhas. É uma história repleta de destinos que se cruzam, impulsionadas por histórias do passado.

Para aqueles que adoram aventura, esse é um bom livro, pois você consegue se imaginar na história. O autor conseguiu intercalar o presente e o passado, dando a história e aos personagens o devido significado. Além das aventuras e das batalhas, existe muita traição e conspiração, tudo isso baseado em mágoas do passado e até vinganças pessoais.

Pedro acaba aceitando um trabalho e no fim acaba sendo traído pelo destino, acaba ajudando o temível Odilon a ganhar forças novamente, acontecimento esse que mudará todo o rumo da história e também suas prioridades. Nessa batalha é ferido gravemente e nesse impasse entre a vida e a morte acaba conhecendo Sávio, que será seu amigo e companheiro de aventuras, além claro, de salvar sua vida.

No decorrer da história o autor foi abrindo e fechando assuntos, assim a história não ficou com pontas soltas, o que contribui para que o leitor consiga encaixar todos os fatos e seguir adiante. Quando você pensa que sabe para onde está indo, o destino faz mudar os rumos, é sempre uma surpresa o rumo da história.

Em geral, é uma ótima história, como todo escritor de primeira viagem, alguns pontos precisam ser melhorados, mas a história flui bem e tem uma boa aventura, que faz com que queiramos seguir viagem junto com o Pedro.

Share on Google Plus

2 comentários:

  1. Interessante ver o Jefão das antigas escrever um livro!
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite João! já leu a Obra do Jeferson? se ainda não, leia por que está ótima a história!
      Aqui no blog tem sorteio de um exemplar, só olhar nas ultimas publicações e participar! =D

      Excluir

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!