Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Resenha: Star Wars - A trilogia

Por: Thalinne Mafra

Título: Star Wars - A Trilogia
Gênero: Ficção Científica
ISBN: 9788566636260
Autor: George Lucas, Donald F. Glut e James Kahn
Ano de publicação: 2014
Editora: DarkSide Books
Número de páginas: 528
Avaliação: 5

Sinopse:
A saga que atravessou o espaço e inúmeras gerações de fãs retorna ao público brasileiro em grande estilo. As histórias clássicas de Luke Skywalker, Han Solo, Princesa Leia, Mestre Yoda e Darth Vader ganham as páginas luxuosas de Star Wars, A Trilogia. A obra reúne os romances inspirados nos três primeiros filmes do universo fantástico criado por George Lucas: Uma Nova Esperança, O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi. Os três títulos chegaram a ser lançados no Brasil, sendo o último deles em 1983. Mas esta é a primeira vez que a trilogia completa é editada em nosso país num único volume, em capa dura. O acabamento segue o padrão quase psicopata de qualidade da editora DarkSide.


Star Wars - A Trilogia é a versão literária da trilogia clássica de George Lucas. Embora o primeiro volume da série tenha chegado às livrarias antes de chegar aos cinemas, foram os filmes que serviram de base para os livros, e não o contrário.

Falar da história é praticamente dispensável. Mesmo aqueles que não acompanham a saga já ouviram falar da luta da Aliança Rebelde contra o Império Galáctico, da rivalidade entre Jedis e Siths e de todos os personagens icônicos que marcaram gerações de fãs no mundo todo.

É claro que uma versão literária carece de efeitos visuais em relação à versão cinematográfica e, especialmente se tratando de Star Wars, um ícone no assunto, muitas cenas seriam difíceis de imaginar se não tivéssemos o auxílio dos filmes. Mas os livros também possuem seu trunfo em relação aos filmes, trunfo este que se mostrou especialmente primoroso nessa trilogia: as descrições psicológicas dos personagens. Com a possibilidade de descrever humores e pensamentos, o texto permite que o leitor entenda e até conheça melhor cada personagem da história.

Os três livros da série, tendo sido escritos por autores diferentes, diferem bastante entre si em relação ao enfoque que dão às cenas e aos personagens.

Uma Nova Esperança, o maior dos três livros, traz descrições físicas dos personagens maravilhosamente cômicas e também apresenta cenas extras, que complementam e esclarecem muitas informações do filme. Outra sensação que tive ao ler (mas que não parei para verificar) foi a de que muitos diálogos eram mais longos do que no filme, acrescentando informações às cenas.

"'Preciso embarcar em minha nave, Luke. Escute, você me conta suas histórias quando voltarmos. Certo?''Certo. Eu disse a você que um dia chegava até aqui, Biggs.''Você disse.' Seu amigo se dirigia a um grupo de caças, ajustando seu uniforme de voo. 'Vai ser como nos velhos tempos, Luke. Somos dois cometas que ninguém consegue parar!'" Pág. 171

O Império Contra-Ataca foi o livro do romance. Cada troca de palavras entre Han e Leia é recheada de pensamentos românticos de um em relação ao outro. Diferente dos outros, o segundo livro não traz novas informações relevantes. Talvez por isso o livro tenha sido o que eu menos gostei dos três, embora o filme seja o meu preferido dentre todos.

O Retorno de Jedi apresenta um texto recheado de humor. James Kahn criou onomatopeias para as falas de Chewbacca e R2-D2, tornando a participação dos dois bem mais efetiva do que os "R2 soltou um bip" e "Chewie grunhiu" anteriores. Outro grande ponto do livro são as descrições de pensamento, com destaque para dois momentos: o descongelamento de Han, no qual é descrito o que se passa na cabeça do contrabandista enquanto ele recupera a consciência; e os momentos finais de Darth Vader, no qual o vilão relembra diversos detalhes do seu passado. Mas o que de fato me ganhou no texto de Kahn foram as inúmeras passagens que demonstravam o quanto Leia era poderosa na Força e as muitas vezes ao longo da história em que ela a usou, mesmo que de forma instintiva.

"Visões da infância, do seu último café da manhã, de vinte e sete ataques piratas... Como se todas as imagens e memórias da sua vida estivessem comprimidas em um balão, e o balão estourasse e todas elas invadissem o espaço, aleatoriamente, num único momento. Era quase devastador, era uma sobrecarga sensorial; ou, mais precisamente, sobrecarga de memória. Homens tinham ficado loucos nesses primeiros cinco minutos após o descongelamento, desesperada, absolutamente loucos - incapazes de reorganizar as dez bilhões de imagens individuais que compreendiam a vida até ali em algum tipo de ordem coerente, seletiva." Pág. 384

Para mim, que sou fã de carteirinha de Star Wars e já vi os filmes mais vezes do que consigo me lembrar, a leitura dessa trilogia foi uma experiência realmente fascinante. É uma leitura que recomendo a todos. Para quem é fã, será a oportunidade de emergir na história de uma forma completamente nova, e para quem não é, será uma excelente porta de entrada para a saga.



Share on Google Plus

0 comentários:

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!