Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Resenha: O Circo Mecânico Tresaulti

Foto por Thalinne Mafra

Por: Thalinne Mafra

Título: O Circo Mecânico Tresaulti
Gênero: Ficção 
ISBN: 9788566636802 
Autor: Genevieve Valentine 
Ano de publicação: 2016 
Editora: Darkside Books 
Número de páginas: 320 
Nota: 8,0 

Sinopse: 
Respeitável público, o Circo voltou! Num mundo pós-apocalíptico, onde as pessoas não tem mais acesso a tecnologias de ponta, uma caravana circense leva esperança por onde passa. Os artistas são sobreviventes de guerra, que tiveram seus corpos mutilados reconstruídos com complexas estruturas mecânicas. 


"(Havia coisas a respeito do circo que eu estava apenas começando a compreender.)"  Pág. 163 

Em O Circo Mecânico Tresaulti, uma trupe circense viaja por um mundo devastado pela guerra levando alegria àqueles que no dia a dia só têm desespero. 

Mas esta não é uma trupe comum. Formado por pessoas que buscaram no circo um refúgio para suas vidas miseráveis, o circo esconde algo de misterioso e quase mágico. Alguns membros se cansam da vida na estrada e abandonam o circo, mas não aqueles que recebem os “ossos”, aparatos mecânicos que tornam os membros da trupe super-resistentes e quase imortais. Inseridos nas pessoas por Boss, a chefe do circo, os ossos criam um elo entre ela própria e quem os recebe. 

Munidos com os ossos, os artistas se tornam capazes de realizar o impossível. Mas, além de despertar o encantamento do público comum, eles despertam também a cobiça dos poderosos. 

"(Não a compreendia. Eu estava com o circo havia muito tempo; sentia-me seguro demais para entender por que era melhor fazer com que algumas coisas parecessem quebráveis e frágeis. Não sabia quem poderia vir atrás de nós, se eles achassem que éramos fortes suficientes para se apoderarem.)"  Pág. 27 

Quando o governo começa a se interessar demais pelo trabalho de Boss, a trupe precisa escolher entre salvá-la ou fugir para sobreviver. Mas será que eles são capazes de sobreviver longe da sua criadora? 

Com um texto leve e poético, O Circo Mecânico Tresaulti retrata o cenário desolado de um país massacrado pela guerra, onde praticamente tudo e todos foram destruídos de alguma forma. O mundo se torna um lugar violento, sem alegria e sem cultura. O casamento entre as temáticas do circo e da guerra é perfeito, criando um tom ao mesmo tempo alegre e sombrio.

O livro em si é uma obra de arte: capa dura com detalhes em relevo e ilustrações riquíssimas feitas pelo brasileiro Wesley Rodrigues. A textura do livro, tamanho e peso fizeram com que eu sentisse prazer simplesmente em manuseá-lo. As folhas são grossas e refletem bem a luz, o que torna a leitura confortável.
"São cartazes bonitos, ao estilo dos antigos que ela me mostrou, enormes, brilhosos e luminosos - um resquício da época antes da guerra. Boss mandou fazê-los em New Respite, onde o impressor ainda podia usar cores, então os cartazes têm pequenos floreios verdes e dourados. [….] O cartaz tem uma moldura sofisticada desenhada em volta do anúncio, cravejada com pequenas ilustrações de nossas atrações. É um anúncio genial, exceto quando as pessoas perguntam sobre Alec e eu tenho que dizer que ele se foi."  Pág. 29 
Foto por Thalinne Mafra

A narrativa segue um estilo não linear, alternando o tempo verbal entre passado e presente e a narração entre narrador observador e narrador personagem. Essa alternância me deixou confusa no início da leitura e demorou um pouco até que eu me acostumasse. Os acontecimentos também não seguem uma ordem linear. Enquanto em um capítulo a autora conta um fato, no capítulo seguinte ela já está falando de algo totalmente diferente, e em alguns momentos essa alternância atrapalhou o prazer da leitura para mim. Mas, apesar disso, a história é muito interessante e os personagens são bastante cativantes. Quando o livro atinge o clímax, fica difícil largar a leitura. 

O Circo Mecânico Tresaulti é bem mais do que um livro bonito. Apesar de não me dar bem com o estilo da narrativa, a riqueza e complexidade da história me ganharam. É um livro que certamente irei reler assim que tiver uma oportunidade. 
Share on Google Plus

0 comentários:

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!