Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Dicas de leitura: livros depressivos

Olá, Sociedade!!!

Aqui vai uma lista de sugestões de livros depressivos para suas próximas leituras. Seja o livro considerado depressivo por ter o poder de nos arrancar algumas lágrimas, seja por ter tanta coisa acontecendo no enredo da história que sejam capazes de nos deixar na bad, seja também por ter aquele personagem que nos identificamos morto em algum momento da história:


A última grande lição - Mitch Albom, sugerido por Giu Sena: Além de ser a história de um ex aluno que torna a visitar seu professor após descobrir que ele está doente nos ensinando valiosas lições, o livro ainda emociona e é quase impossível não se render às lágrimas com o final;

Deserto de ossos - Chris Bohjalian, sugerido por Lari Benevides: “A resposta curta para aquela primeira pergunta – Como um milhão e meio de pessoas morrem sem que ninguém saiba? - é realmente muito simples. Você as mata no meio do nada.”
Deserto de ossos vem nos mostrar fatos que aconteceram durante a Primeira Guerra. Em 1915 aconteceu um massacre de milhares de armênios no deserto Sírio.
Apesar de ser ficção podemos pegar fatos que sabemos muito bem que podem ser reais. Só de imaginar minha cabeça doía e ficava muito triste de lembrar o quão cruel o ser humano pode ser.
É um livro muito intenso e que me fez refletir bastante. Além é claro de motivar a minha pesquisa sobre o assunto;

Serial killers - Anatomia do mal - Harold Schechter, sugerido por Amy: Um livro documental sobre os considerados "piores assassinos da história", primeiramente existe todo um trabalho para definir os tipos de assassinos em série e depois a partir de estudos de casos o livro nos traz a série de casos detalhados, que por vezes de tão fortes e obscuros fica difícil ler sem a bile subindo. Não é um livro que te faça chorar, mas deprime saber que existem tantas pessoas terríveis mundo a fora.
Não consegui ler o livro inteiro. Mais para o final tem uma listra negra com os dez piores monstros americanos, e confesso que depois de ler o primeiro caso desisti dessa galeria de perversão. E terminei de ler o livro pulando esta parte.
É um excelente livro para quem gosta de casos reais de assassinos, como os que passam no canal Investigação Discovery, e recomendo com a seguinte prevenção: se você tem estômago fraco evite, porque o que mostra no ID não é nem metade do que o livro descreve;

Dançando sobre os cacos - Ka Hancock, sugerido por Mike: Livro que me fez refletir sobre muitas coisas e que mudou o meu humor por algumas semanas.

Marina - Carlos Ruiz Zafon, sugerido por Débora Soares do blog parceiro "Em cada canto" : Li e fiquei triste por esse livro durante vários dias, não que seja um livro que faz chorar, mas tem citações incríveis e o autor também criou personagens fantásticos, daqueles que você gostaria de ser amigo deles. É mais do que um livro de suspense: é um livro que tem um pouco de terror, mas que a gente ama mesmo sentindo aquele friozinho na barriga, pois quando li, foi como se eu estivesse presente sentindo as mesmas emoções, os mesmos cheiros e a mesma adrenalina dos personagens de tão bem que o autor descreve cada cena.

Marley & eu - John Grogan, sugerido por Dudu: Essa dica já era manjada né? Risos. Mas imaginem todo aquele drama de um filme que começa parecendo comédia com tantas travessuras do cão Marley e que de repente se converte em lágrimas, sendo acompanhado página após página... bem, ele não é o pior cão do mundo, ok? Vou ali enxugar os olhos, acho que estão suando;

Querido John - Nicholas Sparks, sugerido por Gabriella Habibe: É um livro muito comovente, que mexe totalmente com o nosso sentimental. A história do amor à distância de John e Savannah nos leva a entender que nem sempre podemos ter aquilo que queremos. Que às vezes, amar uma pessoa é muito mais do que estar com ela, mas também de abrir mão da sua vontade para que ela seja feliz. Nos faz pensar o quanto é difícil amar uma pessoa de longe. É sem dúvidas um livro bem triste, que foge da história clichê dos romances;

Um dia - David Nicholls, sugerido por Clay: Achei ele bem depre principalmente pelo seu final, mas é bonitinho e também muito interessante;

Sr. Daniels - Brittainy C. Cherry, sugerido por Ana: Só desgraça e mimimi. Mentira! Também tem sexo.

Quem é você, Alasca? - John Green, sugerido por Luc: Quem é você Alasca, é um livro rápido e gostoso de se ler. É interessante a contagem de capítulos... Tantos dias ANTES... O livro é dividido em duas partes, a primeira é leve e descontraída, a segunda vocês podem imaginar por si só.




#SLCsugere - @Sociedadelc
Quem é você, Alasca?


Hey, Compulsiv@!!!

Tem alguma ideia de algum tópico legal para sugerirmos aqui?

Entre em contato através do e-mail: sociedadedosleitorescompulsivos@outlook.com.br e envie sua sugestão! :)

Por Equipe SLC
Share on Google Plus

2 comentários:

  1. Eu recentemente li "Como Eu Era Antes de Você" de Jojo Moyes, me inspirou todos os tipos de sentimentos conflituosos desde amor até raiva. Fiquei mais ou menos uma semana depressiva... super indico... :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Isabela.

      Não só este livro como todos os indicados acima também podem nos trazer os mais adversos sentimentos, como podemos ver nos comentários de cada indicação rs.

      Ótimo que você sentiu o mesmo através da leitura do "Como eu era antes de você" e que bom que compartilhou aqui nos comentários sua indicação complementando a nossa publicação de dicas, pois o blog também é de quem nos acompanha :)

      Esperamos vê-la sempre por aqui em nossos comentários e que esteja curtindo o blog SLC.

      Até mais =D

      Excluir

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!