Clique em "Participar deste site" e fique por dentro de tudo o que rola no blog Sociedade dos Leitores Compulsivos!

Um conto sobre livros

Por: Giane Estevan





Gostar de ler vai além de qualquer hobbie. Porque os hobbies que conhecemos, geralmente, são praticados quando se tem tempo livre, ler não. 
Você sente prazer em ler nos tempos livres, óbvio, mas também quando se tem uma pilha de relatórios para entregar ao seu chefe; ou quando você tem milhões de provas na mesma semana prontas para acabar com seu semestre, e você precisa estudar... Não adianta, o livro é um imã. Ele vem até você; às vezes até ouço ele chamar meu nome. Odeio ignorar alguém, ou algo, que chama meu nome. Aí o pego, e leio.


Ler está além de decifrar o conteúdo escrito, não é só saber reunir as letras e os sinais gráficos. Ler é conhecer outros lugares, é viajar sem sair do lugar, é conhecer pessoas, é aprender loucuras novas.

Eu mesma, já fui à Itália, à Índia, à Casa de Hades, ao Olimpo, à Hogwarts, à Alemanha, ao EUA, à Irlanda, ao passado, ao futuro, à planetas distantes, à mundos inimagináveis...
Já comi, já rezei, já amei...
Já voei em dragões, já voei em vassouras, já voei em aviões de guerras...
Já roubei livros, já chorei com mortes de pessoas que nunca conheci fisicamente, já matei mentalmente muitos vilões e já salvei pessoas só pela força do pensamento...
Já falei com espantalhos, homens de lata e leões, já amei um mundo onde cavalos falavam e humanos eram animais de carga, já me apaixonei por pequenos príncipes e por raposas falantes...
Já visitei castelos, já conheci casas assombradas, já ouvi muitas histórias de fantasmas e de vampiros que brilham no sol...
Já vivi aventuras épicas junto dos mais renomados cavalheiros, já defendi mulheres indefesas de deuses poderosos e já matei alguns monstros mitológicos...
Já vivenciei mortes horrorosas, já desvendei muitos mistérios e já fiquei magoada por confiar no mocinho que ao fim era o vilão...
Já amei um certo baixinho com células cinzentas magníficas e seu amigo Hastings, já amei pessoas com cicatrizes e pijamas listrados...
Já senti perfumes doces e odores inimagináveis, já ouvi melodias sem nunca ter escutado realmente e já vivi histórias sem fim...
Já cacei pipas, já me apaixonei por cafajestes, já me revoltei com velhinhos de barba branca, já defendi mulheres dissimuladas e conheci todo mundo que vale à pena conhecer...
Já voltei ao passado e descobri absurdos com Robert Langdon, já roubei agendas, já roubei navios  e naufraguei em terras desconhecidas...
Já presenciei milagres, já conheci sapos e princesas sapos, já visitei cabanas e já visitei sertões...
Já conheci meninos órfãos, já conheci pessoas más e boas, e jamais esquecerei tudo que vivi com cada uma... 
Já me revoltei com finais tristes, já me maravilhei com finais felizes e já desejei muito (MUITO) uma continuação para finais incompletos.

O que posso dizer é que vivi cada livro, e cada livro uma vida.





♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥


Share on Google Plus

2 comentários:

  1. Que texto maravilhoso. Adorei as referências. Curti o seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ricardo, espero ter sempre seus comentários aqui no nosso blog <3

      Excluir

Olá, compulsivo (a)!!!

Sinta-se à vontade e diga-nos o que achou deste post!